Este é o meu quartinho de bagunça. Da embalagem vazia de Chokito ao último livro do Saramago que eu não terminei de ler, você encontrará aqui de tudo um pouco.

domingo, março 01, 2009

Fadiga em frangalhos

O Rio completa 444 anos, e quem sente o peso da idade sou eu. Há 415 anos, eu era mais animadinha.

***

Todo ano eu tenho a sensação de que se o carnaval durasse só mais um dia, eu entraria em coma.

***

Eu corro, mas meu coração não bate de acordo. Da última vez que isso aconteceu (e eu pensei que fosse defeito do frequencímetro), meu médico disse que era fadiga. Eu acho que pode ser só tristeza.

***

Quando saio pra correr antes das 6h e tenho a sorte luminosa de ver o sol emergir da linha do horizonte, tenho vontade de fazer amor com a vida. Então não é tristeza: é só fadiga mesmo.

***

Ou talvez a fadiga tenha um componente de tristeza. Estou cansada, e isso é triste. Ou estou triste, e isso me cansa. Vai saber.

|

Links to this post:

Criar um link

<< Home