Este é o meu quartinho de bagunça. Da embalagem vazia de Chokito ao último livro do Saramago que eu não terminei de ler, você encontrará aqui de tudo um pouco.

segunda-feira, dezembro 31, 2007

Feliz Ano Bom, queridos!

Que tenhamos muita saúde em 2008. E se as coisas não andarem assim, uma Brastemp, que a gente não se sinta derrotado em momento algum.



Que em 2008 -- e sempre -- tenhamos muita fé, porque não acreditar é uma espécie de derrota.




Que sejamos ainda mais férteis em 2008: de idéias, de amores e de amizades. Aqui "nesta terra, em se plantando, tudo dá". (Pero Vaz)

Que nossas virtudes se destaquem sobrem nossos vícios.

Que, em 2008, o tempo seja mais simples de controlar; que tenhamos mais tempo para cuidar dos amigos, dos projetos, de nós mesmos, e que ainda tenhamos tempo para fazer todas as outras coisas e ficar com a barriguinha um pouco por ar. Mas que haja muitas coisas pra gente fazer, porque o tempo sem ocupação é uma grande tortura.



Que em 2008, a vida nos seja leve e as tristezas passem ao longe. Mas, sobretudo, que as alegrias não passem despercebidas, nem mesmo por um efêmero segundo. E que o o ano bom venha repleto dessas alegrias, sobretudo daquelas que nos lembrarão pra sempre do verdadeiro sentido da vida. O amor é só um deles.

|

Links to this post:

Criar um link

<< Home