Este é o meu quartinho de bagunça. Da embalagem vazia de Chokito ao último livro do Saramago que eu não terminei de ler, você encontrará aqui de tudo um pouco.

quarta-feira, dezembro 31, 2008

Para não corromper o ano

Pratique uma atividade física, porque sua prática regular libera endorfinas que a leitura jamais conseguiria. E leia mais, porque ler é como viajar sem passaporte para lugares incríveis com pessoas interessantes sem a chatice de ter de fazer malas e depois pagar a variação cambial no cartão de crédito.

Coma devagar para comer apenas o necessário, mas cometa mais excessos em todas as outras coisas ligadas ao afeto. Porque o amor que a gente não passa adiante empedra em nossa alma e vai nos transformando em criaturas secas e desprovidas de energia vital.

Todos os dias, telefone para um amigo querido com quem não fala há muito tempo e não esqueça de lhe dizer porque ele ocupa um lugar importante em sua memória afetiva. Aproveite a ligação para exercitar a arte de não se queixar. As lamúrias acabam afastando coisas boas da gente.

Organize seus armários e aproveite para doar as coisas que não usa há mais de dois anos. Lave e dobre todas as roupas com carinho e coloque um bilhete em cada peça dizendo que momento feliz você passou dentro dela, porque talvez isso contagie a pessoa que está recebendo a doação. Ou sensibilize a pessoa que está pensando em roubá-la antes que atinja seu destino final. Só não se furte ao prazer de fazer os outros felizes simplesmente porque algumas poucas pessoas o ignoram em seu egoísmo patológico.

Utilize melhor seu tempo para evitar o aborrecimento de sair de casa sempre correndo, atrasado. E use todas as ferramentas necessárias para controlar o estresse: respiração, yoga, terapia ou anestesia. Porque está cientificamente provado que o estresse traz cabelos brancos, e eles são grossos e salientes e nascem em ninhos, lembrando-nos que a vida é breve e é uma só, portanto devemos fazer dela absolutamente o melhor.

À meia noite de hoje, beije uma pessoa que você gosta muito e deseje-lhe coisas boas. Deseje-se coisas boas também, mas não se esqueça que o empenho e o amor-próprio são as melhores ferramentas jamais inventadas para a prosperidade. Empenhe-se em ser feliz, que o ano será bom.

O ano é sempre bom, a nossa falta de compromisso com a felicidade é que o corrompe.

Um feliz 2009 pra vocês, do fundo do meu coração.

beijos,

VanOr

|

Links to this post:

Criar um link

<< Home