Este é o meu quartinho de bagunça. Da embalagem vazia de Chokito ao último livro do Saramago que eu não terminei de ler, você encontrará aqui de tudo um pouco.

quinta-feira, maio 01, 2008

Contos Claustrofóbicos para a Hanna, parte III

Insight neo-zen-burguês

De repente ele percebeu que só uma única coisa o afastava de toda a felicidade possível, do universo em expansão e da liberdade: sua própria mente. Pudesse ele se livrar de todos os pensamentos e aflições, nunca lhe faltaria espaço para sorrir, respirar e apreciar o momento, o aqui & agora, a vida, enfim.

Mas porque não tinha tempo para aprender a meditar, respirar ou viver, mandou a secretária ao Tibet pra uma imersão em meditação I, II, III e IV, pediu-lhe que mandasse relatórios por e-mail duas vezes por dia e ficou bem feliz de poder pagar por sua evolução espiritual em 10 vezes sem juros. Próximo passo seria se matricular (e não ir) no Nirvana pra (não) freqüentar aulas de yoga, tai chi chuan e bioginástica.

(a pior prisão é aquela na qual a gente deliberadamente se tranca)

|

Links to this post:

Criar um link

<< Home