Este é o meu quartinho de bagunça. Da embalagem vazia de Chokito ao último livro do Saramago que eu não terminei de ler, você encontrará aqui de tudo um pouco.

sexta-feira, outubro 03, 2008

Movimento dos Sem Bifa (MSB)

Mais um pra engrossar o MSB: menino de 7 anos invade zoológico na Austrália e mata animais pequenos, atirando-os no recinto do crocodilo (Reuters Brasil). O noticíario da Globo fala em 13 vítimas, entre lagartos e tartarugas. O mais impressionante é que o meliante fez esse senhor estrago no parco intervalo de 30 minutos! Se tivesse agido por mais uma hora, talvez não tivesse sobrado nem o crocodilo que devorou os outros bichinhos. Esse moleque está, definitivamente, precisando tomar umas bifas. Seus pais, então, nem se fala!

***
Mudando quase completamente de assunto, mas ainda sobre o Movimento dos Sem Bifa e o recinto dos predadores estereotipados.

Uma amiga pediu-me que eu divulgasse seu relato a fim de alertar as moças solteiras sobre a mais nova artimanha homossexual enrustida de pavoneamento e pegação da praça carioca: o golpe do comércio atacadista de carne de primeira. Ei-lo:

Depois de ter saído com um gatinho típico, do tipo bonito, gostoso e agradável, mas que tipicamente não liga no dia seguinte, ela se surpreendeu com um convite dele, duas semanas depois, para ir a uma festa em sua casa no sábado. Primeiro ela quis saber se seria uma festa mesmo ou, hum, você sabe?, uma coisinha mais romântica só eles dois. Quando ele disse que era festão mesmo, comida, bebida e DJ, ela pensou: "Taí, ele não ligou antes por isso, tava organizando a festa, coitado!" E depois se empolgou: "Uau, sábado. Ele me chamou pra uma festa no sábado, então a coisa então é séria!"

No sábado, chegando à festa, ela percebeu que no local havia cerca de 50 mulheres. Nenhum homem além do gatinho e de um amigo assustadoramente mais feio. Como o gatinho estava na função de anfitrião, ela inicialmente não estranhou o fato de eles não terem se atracado de imediato, até que O Amigo chega e puxa conversa, super simpático:

- Você conhece o André de onde?
- A gente se conheceu num congresso no sul. E você?
- Ah, eu moro aqui com ele. Acabei de terminar com minha namorada e aí a gente resolveu fazer essa festa pra ele me apresentar a umas gatinhas que andou pegando.

(Pausa obrigatória pra imaginar o sangue fugindo do rosto da minha amiga, o grito crescendo em sua garganta e as unhas se cravando na carne das palmas: COMO ASSIM UMAS GATINHAS QUE ELE ANDOU PEGANDO? TODAS ESSAS CINQÜENTA?!? QUANTAS ESSE FILHO DA PUTA PROMÍSCUO PEGA POR DIA?!? E COMO ASSIM, ESSE COMÉRCIO DE CARNE? SÓ PORQUE ELES VIVEM UMA HISTÓRIA DE AMOR GAY ENRUSTIDA EU TINHA QUE SER ENVOLVIDA NA FARSA DO EMBALO DE SÁBADO À NOITE?)

Mas minha amiga só pensou essas coisas. Ela não disse nada disso porque estrangulou o grito e deixou as unhas encravadas na carne das mãos para não se esquecer de que, se ela sangrasse, os dois tubarões a atacariam. E não há nada mais aviltante que ser o peixinho vivo que jogam no recinto do tubarão - ou do crocodilo - só pra ele se divertir.

- Deixa eu ver se entendi: vocês são um casal de viados bissexualizados e ele está dando as peguetes dele pra você?
- Qu'é isso, gata, olha o rancor! Seu copo tá vazio, bebe mais aí, vai. Come uns canapés, que a gente botou bastante pimenta pra mulherada cair no prosecco depois.

***

Bifa pode até não curar um distúrbo comportamental assim tão grave, mas que pelo menos daria alento à nossa alma, isso sim, daria. Enquanto isso, o MSB só faz crescer.

|

Links to this post:

Criar um link

<< Home