Este é o meu quartinho de bagunça. Da embalagem vazia de Chokito ao último livro do Saramago que eu não terminei de ler, você encontrará aqui de tudo um pouco.

quarta-feira, outubro 01, 2008

A nata da malandragem

Ontem eu ouvi na rádio o Boechat entrevistando o diretor executivo da ONG Transparência Brasil, que desenvolve uma pesquisa para avaliar o comportamento de nossos parlamentares. O resultado desse trabalho pode ser apreciado no site Excelências, cujo nome já é um deboche declarado à absurda inutilidade desses malandros no Rio de Janeiro, por exemplo, onde 93% da atividade legislativa dos vereadores é irrelevante para toda a cidade. Nossos vereadores vão ao plenário (quando vão!) para votar alteração de nome de ruas, definição de datas comemorativas e concessões de medalhas. Nada mau para quem ganha um salário mensal de R$ 9.288,00 quatorze vezes por ano (eu disse mensal? hahaha) e ainda pode gastar R$70 mil por mês dos cofres públicos para contratar assessores e quetais. Não foi à toa que o jornalista concluiu sua entrevista com uma declaração que me deixou chocada: as Câmaras Municipais não contribuem em nada para a democracia no Brasil. Eu iria além: pelo desserviço da descrença (em nossos legisladores), as câmaras de vereadores servem para afundar o brasileiro ainda mais nessa lama de alienação política que culmina com a aprovação popular de 80% que o Lula tem hoje.

Fala sério, gente: cada um dos 50 vereadores do Rio de Janeiro custa R$6 milhões por ano aos bolsos dos cariocas, o que, na conta do relatório do Excelências, fica em cerca de R$50/contribuinte. Depois de ler o relatório da ONG, eu só posso dizer uma coisa: QUERO MEU DINHEIRO DE VOLTA! Com cinqüenta pratas eu poderia mandar uma carta a cada vereador dizendo que dispenso seus desserviços, muito obrigada, e que data comemorativa de cu é rola! Ah, e enfia essa medalha no rabo!

Antes de ler os relatórios do Excelências, eu pretendia votar numa determinada candidata do PV, afinal de contas ela é toda ética e pró-natureza, mas depois de consultar o relatório da ONG e ver que ela arrecadou cerca de R$360mil em sua campanha junto a empresas do setor de construções/imobiliário - os mesmos caras que matam e subornam para lucrar em cima da degradação ambiental -, tive de enfiar uma faca no peito e me arrepender mil vezes de ter essa mania de acreditar no ser humano.

Mania inútil, essa.

|

Links to this post:

Criar um link

<< Home