Este é o meu quartinho de bagunça. Da embalagem vazia de Chokito ao último livro do Saramago que eu não terminei de ler, você encontrará aqui de tudo um pouco.

quinta-feira, junho 25, 2009

Michael is dead, baby

Putz grila, só me faltava essa: Michael Jackson morreu. Tudo bem que o cara era maluco à vera, mas ele pontuou toda a minha adolescência ploc de referências, inspirou as melhores matérias do Fantástico, ressuscitou Elvis Presley, suscitou críticas ferozes à ética médica em cirurgias plásticas deformadoras, aumentou a atenção de todos os pais do planeta Terra às terceiras intenções pedófilas dos "tios" bonzinhos, fez muita gente boa perceber que a vida poderia ser bem pior se fosse mais parecida com a dele um pouquinho e, no geral, fez muito mais bem que mal à Humanidade às custas de sua própria tragédia pessoal.

Sem contar que fez o vídeo clipe mais maneiro de toda a história da televisão, Thriller, e por causa de Thriller, e por causa das lindas músicas que gravou sozinho e com seus bróders, mesmo tendo MJ sido o crazy-fuck que foi, eu sempre serei fã do talento inacreditável de que ele acabou abdicando pra se dedicar à carreira solo de psicótico.

Que a terra lhe seja leve, como a vida nunca foi.

|

Links to this post:

Criar um link

<< Home